Arquivo do mês: janeiro 2011

O Turista

Fui ao cinema assistir O Turista sem muita pretensão, esperando apenas um filme divertido o suficiente para passar o tempo.

Quando não se tem muita expectativa, é difícil de se decepcionar. Mas ainda assim, o filme estrelado por Johnny Depp (Frank) e Angelina Jolie (Elise) conseguiu me frustrar – ainda mais quando descobri que foi dirigido por Florian Henckel von Donnersmarck, diretor do brilhante A Vida dos Outros, um dos melhores filmes da década passada, e de quem eu com certeza eu esperava um trabalho melhor.

O filme parece errado logo de início, afinal,  sequer encontrou sua essência. Afinal, estamos assistindo a um filme de ação ou de comédia? Infelizmente, parece que há apenas um emaranhado de cenas confusas, muitas vezes recheadas de clichê. Eu não sou contra a mistura de gêneros – há exemplos ótimos de filmes assim, como o maravilhoso Snatch, que mescla comicidade e ação na dose certa –  sendo O Turista praticamente sua antítese.

O filme se apresenta sério e, de início, dá sinais de que pode ser bom, com uma montagem bastante interessante em suas cenas iniciais.

Mas logo algo começa a ficar estranho. A começar pelos atores. A impressão é de que Jolie e Depp não levaram o projeto a sério (afinal, alguém levou?), pois há cenas em que parecem robôs, tamanha a falta de naturalidade apresentada.

 

Pronto. Você acaba de assistir O Turista.

Falando nos atores principais, fica evidente que muita coisa está ali na tela somente para explorar o apelo sensual que ambos tem junto ao público – Angelina Jolie, em especial, às vezes parece desfilar, mais preocupada em fazer sua beleza transbordar para o público do que com seu personagem propriamente dito – ato ao qual com certeza foi orientada.

Obviamente que, dentro dessa proposta, os personagens Elise e Frank passam a interagir cedo no filme. Ela é uma agente especial que tem como missão encontrar em um trem com destino a Veneza um homem com o biótipo de seu amante – afinal, ele é procurado pelo mafioso Reginald Shaw após ter lhe dado um golpe de milhões de euros. Precisando despistar o vilão, Elise acaba escolhendo o americano e professor de matemática Frank para acompanha-la.

A partir daí, algumas cenas forçosas e sofríveis tentam demonstrar uma relação afetiva entre ambos, como em alguns momentos em que trocam olhares intensamente. O problema é que simplesmente não há química entre o casal, que não convence o espectador desse suposto amor.

O roteiro é outro problema. Além dos diálogos “românticos” soarem extremamente falsos, e algumas frases de efeito toscas, as tiradas de humor são forçadas – como na lamentável cena de perseguição no telhado, na qual se é possível apenas pensar “Mas que?”. Então, fica aqui o meu aviso: não se assuste. Você não entrou no filme do Jackie Chan.

Nos quesitos técnicos, falta capricho. As cenas de perseguição não conseguem deixar nem mesmo a cidade de Veneza bonita – em uma delas especificamente, a iluminação sobre os barcos é tão malfeita que deixa sua artificialidade escancarada na tela, praticamente como um lembrete dizendo “isso é um filme”; se é que é possível esquecer disso ao longo da projeção.

Como se pode perceber, é um filme picareta, que se vende como uma produção cheia de ação e que proporciona risadas, mas que na verdade é um (longo) ensaio de Angelina Jolie e Johnny Depp.

Aliás, sem a badalada dupla de atores, certamente esse fraco filme passaria despercebido.

Anúncios

2012

Eu sei, 2011 mal começou. Mas não é preciso ser um charlatão que prevê uma queda de avião e a morte de uma celebridade para se fazer a Previsão para 2012.

Peraí, vou calibrar minha bola de cristal e.. Oxalá, otzigun, aqui vão as minhas previsões para o próximo ano.

Janeiro – As fortes chuvas de verão destruirão algumas regiões de moradias em locais inapropriados no Sudeste, em especial no Rio de Janeiro. Centenas morrerão.

Ainda nesse mês e mais algumas vezes ao longo do próximo ano, a cidade de São Paulo sofrerá com enchentes, chegando a marcar mais de 80 pontos de alagamentos e um novo recorde de trânsito. Peraí.. Estou vendo que a população vai reclamar, parte da imprensa fará matérias sensacionalistas, o governo não fará nada e as pessoas continuarão a jogar lixo na rua no dia seguinte.

Março – Há pouco mais de 2 anos da Copa do Mundo no Brasil, obras no Maracanã  e alguns outros estádios estarão atrasadas. Imprensa pressionará com medo de vexame histórico mas Dilma liberará R$1,6 bilhão para adiantamento e tudo ficará bem.. Opa, estou tendo uma interferência.. é de 2015, quando vejo uma CPI.. mas tudo acabará bem. Para os acusados.

Junho – Linha Amarela do Metrô de São Paulo será adiada por mais 6 meses; será a décima vez que a data de inauguração é alterada desde 2001.

Julho – Férias. Brasileiros tentarão sair desesperadamente da Bolha dos Impostos em que vivem para consumir loucamente em outros países. Nessa fúria consumista, todos vão sair ao mesmo tempo do país.. Prevejo muita gente sentada em aeroportos, vejo um avião.. mas ele não está caindo.. está parado! Vejo vôos atrasados e protestos, vejo gente dormindo em cima de malas, vejo caos aéreo.

Agosto – Apple anunciará novo aparelho revolucionário que será o produto mais desejado do mundo.. Estou vendo filas… E um lampejo! O Brasil será o país com o preço mais elevado do brinquedinho tecnológico no mundo.

Setembro – Início das campanhas para as Eleições para prefeito e vereador em todo o país.. O que estou vendo? Fumaça, fumaça.. Agora está tudo se clareando! Vejo um programa eleitoral cômico.. algumas pessoas vão discutir o formato ineficaz de propaganda política.. mas isso logo passará. O PMDB estará ao lado de quem vencer, mesmo antes de termos os resultados.

Outubro – Continuo vendo Eleições.. Aqui, um rosto familiar.. Já identifiquei. Marcelinho Carioca será eleito vereador pela cidade de São Paulo! No dia da votação ainda vejo tombos, com alguns papéis jogados frente aos colégios eleitorais que causarão dor de bunda em centenas no dia seguinte.

Após as eleições, Kassab anunciará novo aumento na tarifa da passagem de ônibus, que terá um aumento de quae 50% em 3 anos.

Novembro – Reta final do Campeonato Brasileiro de Futebol. Não enxergo o campeão.. mas consigo ver últimas rodadas conturbadas, times sem interesse no campeonato  jogarão  contra os líderes com times reservas.. Haverá polêmica sobre mala branca e mala preta. Clubes rivais no estado de Minas Gerais se envolverão em polêmica sobre entregar ou não o jogo.. Vejo um cartola há mais de 20 anos no poder prometendo melhoras no calendário… mas já logo percebo que é mentira.

Dezembro – Os maias previram que o mundo iria acabar. Não irá, te garanto.

Consigo ver o semblante de 2013 aqui. O problema é que ele também não será muito diferente.


%d blogueiros gostam disto: